Skip to main content


Circuito de Genética na Pecuária destaca potencialidades de MT


Publicação: 13/07/2017 09:58 Crédito da Imagem:


O 2º dia do Circuito Genética na Pecuária (Genapec) debateu os principais aspectos da qualidade animal exigida pelo mercado, assim como as estratégias de manejo necessárias para alcançar maior rentabilidade na criação de bovinos.

O evento, encerrado nesta quarta-feira (12.07), fez parte da programação do 2º Fórum das Cadeias Produtivas, que está sendo realizado durante da 53ª Exposição Agropecuária de Cuiabá (Expoagro).

O presidente do Sindicato Rural de Cuiabá (SRC), Jorge Pires, avalia que os debates e questionamentos levantados durante a Genapec foram essenciais para garantir que os protagonistas da pecuária mato-grossense pudessem acessar o que há de mais moderno em pesquisas e novas tecnologias empregadas na seleção genética animal.

“A 53ª Expoagro está sendo um divisor de águas com esta extensa programação voltada para os assuntos pertinentes aos criadores e produtores rurais. Com isso, buscamos as melhores soluções para o agronegócio. É com essa perspectiva que queremos consolidar Cuiabá como Capital Nacional do Agro”, destaca.

O presidente da Associação dos Criadores de Nelores de Mato Grosso, Mário Cândia, sustenta que as explanações sobre genética na pecuária foram de suma importância para que os pecuaristas continuem a alcançar bons resultados no campo e conquistem mais mercado.

“Os dois dias de Genapec foram bem sucedidos. Para os criadores de Nelore, esta 53ª Expoagro está sendo bem significativa, pois estão sendo realizados seis eventos simultâneos dentro da programação da Feira, nos quais o Nelore está sendo o foco”, destacou Mario Cândia.

GENAPEC – O segundo dia da Genapec contou com a palestra “Impactos econômicos e entraves na intensificação da Cria”, ministrada pelo consultor agropecuário Vitoriano Dornas Neto.

Em seguida foi ministrada a palestra sobre o Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ) e suas ferramentas de seleção, ministrada pelo técnico da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Eric Luís Marques da Costa.

A terceira palestra foi sobre a transferência de embrião como ferramenta para o melhoramento genético, palestra dada pelo consultor da Cenatte, Aureo Candido Costa Júnior.

Em seguida, o consultor Althuir Arthur Schneider falou sobre a evolução da Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) no mercado reprodutivo brasileiro.

No período da tarde, o presidente do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), Wagner Bacchi falou sobre o papel do instituto no Estado e as perspectivas da certificação da qualidade.

Em seguida o pesquisador da Associação Nacional dos Criadores e Pesquisadores (ANCP), Luís Gustavo Figueiredo, falou sobre seleção para produtividade e qualidade de carne.

Por sua vez, a diretora da Celeiro Carnes Especiais, Cristiane Rabaioli, encerrou o ciclo de palestras da Genapec indagando os criadores sobre a produção de carne para o mercado ou para a indústria.





Fonte: Assessoria de Imprensa